Blog do Fabio Jr

O blog que fala o que quer, porque nunca tem culpa de nada.

Pesquisar este blog

terça-feira, 30 de abril de 2013

Marcos faz elogios a Bruno

Marcos elogia Bruno, mas brinca: "Eu defenderia dois pênaltis"
Bruno fez grande partida contra o Santos, mas não defendeu nenhum pênalti contra o Santos O ex-goleiro Marcos adotou um discurso tranquilo depois da eliminação do Palmeiras no Campeonato Paulista. Apesar de mostrar chateação com a queda, o ídolo alviverde acredita que o clássico contra o Santos serviu para elevar a confiança do goleiro Bruno, que substituiu o lesionado Fernando Prass.

"Pelo que vimos, a partida contra o Santos foi boa para o Bruno, que estava sendo criticado e foi sensacional na Vila. Se fosse por ele, o Palmeiras teria passado, porque parou o Neymar. O Prass também vinha de boas partidas", avaliou.

Apesar dos elogios, Marcos não deixou de fazer uma brincadeira com o amigo, que, depois da boa atuação no tempo normal, foi superado nas quatro cobranças de pênaltis efetuadas pelo Peixe.

"O Bruno viajou direto (ao México), senão eu ia falar com ele. Se fosse para os pênaltis comigo, dois estariam garantidos com certeza, tenho manual de fábrica. Só contra o Boca que não deu certo", afirmou, entre risos.

Apesar das brincadeiras, o pentacampeão considera Bruno preparado para seguir com a vaga enquanto Fernando Prass se recupera de lesão no ombro. No entanto, o ídolo alviverde prevê um compromisso bastante difícil nesta terça, pela Copa Libertadores.

"O Tijuana será muito complicado. Perder a classificação é sempre triste, ainda mais diante de um rival. Por outro lado, serviu para dar confiança ao Bruno, que fez uma partida incrível. Agora, é esquecer o Santos e saber que ganhar lá é difícil. São partidas diferentes", acrescentou.

Marcos explicou que já teve a experiência de atuar em gramado sintético, assim como acontecerá com a equipe de Gilson Kleina nesta terça-feira (30), no estádio Caliente, no México.

"Joguei uma vez no Peru e tive até de usar calça, com uma chuteira de travas bem baixas. Dei sorte naquela época porque o time era ruim e a bola quase não chegou. Agora, pelo que conheço, o Bruno vai ter muito trabalho", concluiu.


Nenhum comentário:

Postar um comentário